Castelo do Piauí

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Castelo do Piauí é só mais uma dessas pequenas cidades isoladas de interior onde predomina a pobreza, a falta de educação das pessoas, as dorgas, a criminalidade e donas de casas com mais de 10 filhos que não sabem o que fazer com tanta gente se não conseguem sustentar nem a si. No centro, porém, há uma pequena porção de umas 100 pessoas que acham que estão num bom lugar pacato, rico e próspero e que podem cobrar da prefeitura resultados de como se estivessem na Noruega.

História[editar]

Cópia do portão de entrada do Inferno em Castelo do Piauí.

Esta pequena cidade desimportante foi fundada em 1762, e mesmo após tantos anos nunca surgiu por lá nenhuma alma disposta a trazer qualquer progresso, pois todos preferem se manter parados.

Sabe-se que veio a se tornar uma cidade a partir de 1948, quando na falta de ideia melhor pra nome, os habitantes olharam uma rocha e num surto psicotrópico devido ao efeito de drogas acharam que ali havia um castelo, dando assim o nome de Castelo do Piauí para a cidade.

O município tornou-se famoso em 2015 depois que um bacanal terminou de maneira trágica nos arredores da cidade. Um grupo de periguetes subiu um morro para comprar umas balas e tirar umas fotos num local ermo, escuro, perigoso e mal frequentado, quando um grupo de quatro pivetes percebendo que por serem menores de 18 anos não podem ser presos, decidiram violentar, bater, humilhar, jogar do alto de um penhasco, apedrejar, mijar em cima e voltar pra casa como se nada tivesse acontecido. A população, revoltada com tanta barbárie, saiu em passeata como se isso fosse resolver alguma coisa, quando na verdade metade dessas pessoas cagam para as mães miseráveis desses adolescentes degenerados e na época de eleição votam nos mesmos cretinos que ajudam a deixar a cidade a merda miserável que é.

Economia[editar]

Esta cidade ocupa a gloriosa posição de 4.467º município mais rico do Brasil, de maneira que se alguém tiver mais de 3 camisetas diferentes por lá, já pode ser considerada de classe média da cidade.

90% da economia da cidade é baseada no bolsa família e demais esmolas governamentais, os outros 5% são drogas vendidas aos estudantes que matam aula e os outros 5% são os assaltos cometidos por estes drogados para manter seu vício.

Turismo[editar]

Dizem que há bons pontos turísticos nessa cidade, que são alguns penhascos lares de traficantes, estupradores, marginais e demais tipos de adolescentes degenerados. Visite estes pontos por sua conta em risco.

Toda fuleiragem do município fica nítida quando o principal festival local se chama “Cachaça Fest”, que dispensa quaisquer comentários.