Economia da Índia

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Economia da Índia é como de todos países superpopulosos da Ásia, uma das maiores do mundo em quantitativos nominais, só que uma das mais mal distribuídas rendas per capta por possuir mais habitantes que rúpias indianas, fato que inclusive inspirou Zelda conseguir adquirir rúpias por simplesmente cortar moitas, de tão desvalorizada que é a moeda indiana. Outros recordes da economia indiana incluem a maior quantidade de mendigos por metro quadrado, a maior carência de saneamento básico por metro quadrado e a menor distribuição per capta de desodorantes do mundo, sendo assim portanto as principais contribuições da Índia para economia mundial o equivalente a 0.

Agricultura[editar]

A Índia, futura potência mundial segundo especialistas econômicos.

A agricultura indiana é forte, qualquer porcaria que sirva pra temperar arroz eles plantam, e exportam aos milhões de toneladas, sendo seus principais produtos o cravo-da-índia, pimenta-do-reino, cana-de-açúcar, orégano, alecrim, capim e temperos similares de nome esquisito demais pra escrever aqui

A Índia também é famosa por seu chá, lá é cultivado, colhido e fabricado o chá mais fino do mundo, é por isso que a Inglaterra não espera muito tempo para recuperar esta sua antiga colônia em uma guerra semelhante a que os Estados Unidos fizeram por por petróleo no Iraque. O Reino Unido estuda recuperar seu chá com a desculpa de que os indianos preparam um ataque à base de esterco de vaca contra a União Europeia, quando a verdade são os uruguaios que são armados com esse tipo de arma proibida, como no caso dos EUA é o Irã que possui as tais armas de destruição em massa.

A índia, apesar de deter a maior população de vacas do planeta, possui economicamente um setor pecuário praticamente inexistente por motivos óbvios de crença religiosa hinduísta, embora haja criação de iaques nos estados do norte do país de onde é produzido o precioso leite de iaque. Mesmo assim, algumas mentes profanas que gostam de comer vaca especulam que a razão por trás da explosão fenomenal da população de vacas na Índia é porque os indianos não comem vacas, algo já provado como totalmente falacioso, seria como dizer que a razão por trás do crescimento exponencial dos seres humanos na Índia é porque as vacas não comem seres humanos.

Indústria[editar]

Na Índia destaca-se a indústria têxtil e a indústria automobilística,ambas especializadas em fabricar produtos de baixíssima qualidade por preços baixos, como é o caso do famoso Tata Nano, o carro mais barato do mundo, que custa o equivalente a 5 reias, feito de papelão e peças avulsas de brinquedos usados.

Há ainda indústrias clandestinas de de queijos, iogurtes e todos outros derivados laticínios, que aliás são os mais caros do mundo, devido à fiscalização intensa.

Serviços[editar]

A maior oferta de serviços em toda Índia localiza-se fora da Índia, nos serviços de atendente de telemarketing, limpeza de banheiros ou atendente de lojinha de conveniências nas cidades dos Estados Unidos. Dentro da Índia estes serviços também existem e são muito ocupados, todavia não são remunerados.

Uma grande parte da economia indiana depende de Mumbai e Bollywood, são nestes dois lugares que acontece de tudo, inclusive shows com serpentes encantadas sobre camas de pregos. A economia também é dependente de pequenos trabalhadores, de outro modo conhecidos como "crianças" em outras partes do mundo, todos eles voluntários a deixar a escola para trabalhar 24 horas por dia 7 dias por semana para fornecer roupas para pessoas ricas que só compram roupas de grife com o rótulo "Feito Artesanalmente".

Os indianos são tão orgulhosos de suas criações e inovações nos setores de comunicação e transporte, que é uma grande honra para a sociedade indiana trabalhar no transporte de pessoas ou comunicação remota, tornando o trabalho dos sonhos na Índia trabalhar de atendente de telefone ou motorista de táxi.

Importações[editar]

Petróleo, fertilizantes, bombas nucleares e tibetanos.

Exportações[editar]

Conforme aprendemos nas escolas, a Índia é o maior exportador do mundo de especiarias, embora ninguém saiba definir exatamente o que seja uma especiaria, dizem que é algo pra colocar na comida para ela ficar com gosto de merda, sabor que europeus amam. Porém o item mais exprtado pela Índia sem dúvidas são as quantidades massivas de Budas de chocolate, a base da economia indiana.

Como na Índia é proibido escrever ou fazer contas num papel, bem como usar qualquer tipo de papel para limpar seu ânus após o processo de defecação, o principal produto de exportação da Índia é a tinta e o papel, sobretudo o papel higiênico, de maneira que não sobre nenhum no país, commodities estas que são produzidas em largas quantidades pelas megacorporações presididas em Mumbai.

Flag-map of India.png Índia
HistóriaPolíticaSubdivisõesGeografia
EconomiaCulturaTurismo