Haddares

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa


Barrichello Criyng.jpg Fernando Haddad é um(a) PERDEDOR(A)

E não adianta chorar, sempre vai se foder bonito.

Clique aqui para ver outros azarões.


Fernando Haddad
Haddad.jpg
Andrade, o pintor de ciclofaixas
Prefeito do Tucanistão
Candidato-poste do PT nas Eleições Presidenciais de 2018
Período 1 de Janeiro de 2013 - 1 de Janeiro de 2017
Partido PT
Nível de honestidade Icon 00 percent.png , afinal ele é o Lula
Perfil
Nascimento
São Paulo, link={{{3}}} São PauloBandeira do Brasil Brasil
Partido PT
Religião Lulismo
Profissional
Profissão Pintor de ciclofaixa (até 2017)
Instalador de radar (até 2017)
Poste do PT (2018–)
Dados Pessoais
Sexo Não-binário por ser defensor da identidade de gênero


Cquote1.png Bêssias, vem limpar meu nariz! Está entupido de caca! Cquote2.png
Dilma e Haddad sobre Jair Bolsonaro

Fernando Haddad (São Paulo, 25 de janeiro de 1963), mais conhecido como Fernando Andrade,[1] o Prefeito Suvinil,[2] é um descendente de um rei mal[3] e o antigo síndico sínico da cidade de São Paulo. Adevogado, fantoche, vitimista, membro da seita, pintor de ciclofaixa, pregador do Evangelho gay masoquista de Marx e político-poste (com o QI mais baixo que a DIlma) "brasileiro", filiado ao Partido dos Trabalhadores Vagabundos (PT). Foi ministro da Edocassaum entre julho de 2005 e janeiro de 2012, período em que conseguiu a proeza de ver o ENEM ser fraudado mais de 8 mil vezes seguidas, e transformar o Brasil em uma piada grotesca AINDA MAIOR.

Currículo[editar]

É comunista, consumista, pedófilo, anarquista, vagabundo-de-carteirinha, alcoólatra, fetichista, atuador, palhaço circense, biqueiro, trapaceiro, estelionatário, malandro, debochado, preguiçoso, burro, atrasado, escandaloso, vitimista - tal qual o líder de sua seita, e professor de Sexologia-masculina-prática-em-braile Política-Anarquista-Fetichista-em-Bandidos da Universidade Gay de São Paulo, onde vivia acampado tocando violão, se prostituindo, roubando, matando, trapaceando e queimando um baseadinho no Centro Acadêmico desde os 02 anos de idade, quando foi jogado em uma lata de lixo pela sua mãe prostituta. Fã de Nicolás Maduro, e da implantação da URSAL, possui fetiches sórdidos em Che Guevara e Lula, tendo escravos sexuais vestidos como os ditos cujos todos as noites, satisfazendo-o.

Foi estagiário de investimento no Unibanco. Em 2001 foi nomeado subsecretário de Finanças, Orgasmos e Desenvolvimento Vaginal pela então ditadora de São Paulo, Martaxa "Relaxa e Goza" Suplicy, permanecendo no cargo até 2003.

Integrou também o Ministério do Descontrole Frenético durante a gestão Guido Mantega (2003-2004), quando elaborou o projeto de lei que instituiu no Brasil as famosas PPPs (Prostituições Público-Privadas), o caminho mais curto para a roubalheira.

Prefeitura de São Paulo[editar]

Foi eleito prefeito de São Paulo pelo PT em 2012, vencendo no segundo turno contra o candidato José Nosferatu Serra, do PSDB - a quadrilha de terno.

Na verdade todos sabem que Andrade ganhou porque Serra é muito ruim. Ninguém sabia quem era Andrade. Ele é um poste inventado por Lula para comandar a cidade e implantar a Ditadura Gay-Comunista-Sapatônica-Satânica-Lulista no Brasil com um apoio enrustido do PIG[4].

Sua gestão é marcada pelas belas pinturas de ciclofaixas vermelhas, que são verdadeiras obras de arte, afinal nunca anteƒ na hiƒtória deƒƒe paíƒ foi feita uma ciclovia com árvores e postes[5] no meio da via,[6] além de certas ciclovias que ficam no caminho entre os pontos de paradas de ônibus e a avenida por onde passam os veículos.[7]

Durante sua gestão, ficou conhecido por reduzir a velocidade máxima de diversas vias, de tal forma que se você chegasse a 60 km/h, seria multado por disputar um racha. Seu plano com certeza era fazer com que os carros andassem mais devagar do que as bicicletas, pra obrigar os paulistanos a usarem as ciclofaixas que fez com a bunda.

Para aumentar a arrecadação, instalou vários haddares em toda a cidade, fazendo com que São Paulo tivesse mais radar do que carro.

Seu governo na capital paulista foi tão bom, que em 2017 quando tentou a reeleição viu João Dória vencer no primeiro turno. Raddard conseguiu ter menos votos do que os brancos e nulos.

Eleições Presidenciais de 2018[editar]

Na ausência de Lula, que ficou preso em um compromisso em Curitiba e não pôde fazer parte da maior festa da democracia, coube a Andrade ser o arauto do caos, o emissário da tragédia, o bastião do armageddon, o porta-bandeira do apocalipse[9]. Tendo sua candidatura deferida apenas aos 40 do segundo tempo, pois o molusco fez o possível para dibrar as leis do país e lançar a chapa Lula no Mar, Andrade não foi mais do que um político-poste, conforme Renata Vasconcellos fez questão de dizer em sua cara na entrevista ao Jornal Nacional. Andrade só levou surra de pau mole no primeiro turno inteiro, apanhando vergonhosamente de Alvaro Dias, de Willian Bonner, de Ciro Gomes e até de Cabo Daciolo.

Apesar de apanhar muito, muitas lições foram aprendidas por Andrade, a principal delas a de não fazer questionamentos em debates sobre a família.

Mesmo levando nabo em todos os debates, os conselhos de Lula, os votos dos baianos e as urnas fraudadas foram suficientes pra botar Andrade no 2° turno, no qual ele disputou a presidência com Jair Bolsonaro. Andrade até tentou melhorar sua imagem perante a população, convidando para seus comícios personalidades como Cid Gomes e Mano Brown, mas estes aceitaram a participação apenas pra matar ainda mais a já morta campanha do poste de presidiário. Além disso, as militantes do Helenão provaram ser um excelente cabo eleitoral de Bolsonaro, aumentando de maneira considerável a quantidade de votos do candidato do PSL.

No fim, mesmo fraudando muita urna, Andrade não conseguiu tirar a diferença de mais de 10 milhões de votos, e foi derrotado, voltando a sua rotina de doutrinar alunos na USP.

Galeria[editar]

Notas e referências

Precedido por
Gilberto Kassab
Ditador de São Paulo
2013 - 2016
Sucedido por
João Doria Júnior
Principais Candidatos à Ladrão-Mor HUEHUEHUEBR de 2018
Moro na cadeia.jpg
Lulindo | Bolsolula | Bolsionista | "Andrade" | Picolé de chuchu | Tortuguita | Coroné | Coringa | FHC 2.0 | Gui Bolos | Ey-Ey-Eymael | Cabo sem miolo | João Amoeba | Tal pai, tal filho | Stalina | Comunista Gostosa | Luciano Huck | Dr. Rey
BolsonaroCotoco.jpg