Guido Mantega

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Ladra02.gif Guido Mantega é mais um dos
POLÍTICO$ DO BRA$IL

E já comprou votos com cesta-básica.

Mantega ensinando como roubar às escondidas

Cquote1.png Você quis dizer: Guido Manteiga Cquote2.png
Google sobre Guido Mantega
Cquote1.png Já comi!! Cquote2.png
Ana Carolina sobre Guido Mantega

O Ministro Manteiga (que é burro em italiano e em português também) mandou dizer que o Brasil está blindado assim como o Caveirão que quebrou bem no meio do Complexo do Alemão.

Cquote1.png kumpanhêro! Cquote2.png
Lula sobre Guido Mantega
Cquote1.png Papa don’t preach Cquote2.png
Marina Mantega sobre Guido Mantega
Cquote1.png Oh,Doug! Cquote2.png
Patty Maionese sobre Guido Mantega
Cquote1.png Fica uma delícia com toucinho Cquote2.png
gorda sobre Guido Mantega

Power Guido Mantega entre outros condimentos ltda é economista formado pela USParalização (universidade famosa principalmente por sua faculdade de Direito, formadora de indivíduos que, como advogados, são ótimos atores). Foi Sinistro Ministro da Fazenda.

Atuação política[editar]

Ministro Mantega

Power Guido Mantega S.A. assumiu o lugar de outro ítalo-trambiqueiro, Palocci, no Ministério da Fazenda; na verdade Mantega S.A. queira ser Ministro do PlanejAumento, mas, num deu.

Desde sua entrada no governo significativas coisas aconteceram: sua filha atriz namorou "despretensiosamente" o diretor de novelas Marcos Paulo, foi contrata pela VIP e pela Playboy.Além disso, Guido tem um projeto consistente de governo: consiste em aumentar os impostos até não poder mais. Foi mentor e idealizador do símbolo do segundo mandato de Lula, o PAC (Programa de Aliciação do Contribuinte).

Em 1979, organizou o livro "Sexo & Poder", comentando que nos primórdios do capitalismo o sexo só servia para procriação.

História[editar]

Foto 3x4 do crachá na TV Tupi, lá era conhecido como Baby Face. A sobrancelha direita raspada foi devido a uma aposta perdida. Ah! O boné? Era para esconder a calvície que já tava aparecendo.

Nascido em uma camorra no auge das organizações criminosas na Itália, de mãe desconhecida e pai ignorado, Guido Mantega, codinome Guido M..., era afinador de piano, mas nunca conseguia saber a diferença entre um bemol e um sustenido, e invariavelmente arrancava as cordas que pareciam não soar bem, afinal havia tantas lá que ninguém iria perceber a diferença. O pior é que sempre percebiam e o seu pagamento era também invariavelmente um pé na bunda. Sorumbático com a sua situação, Guido M... ouviu falar de uma terra maravilhosa abaixo do equador em que valia de tudo para se dar bem, aliás, era lei: a Lei de Gérson.

Muito animado com esse país maravilhoso com tão fabulosa lei de Gérson, Guido resolveu se mudar imediatamente e foi pegar o primeiro navio que podia pagar, mas, como não tinha um tostão furado pegou o primeiro que não podia pagar, o Black Rock, um navio negreiro que na época fazia a rota Itália-Brasil para quebrar o galho de italianos fudidos carentes levando-os como lastro nos seus escuros porões.

Por ser uma passagem na classe econômica, não tinha alimento algum para os passageiros e a viagem durava meses e meses, porque era preciso desviar dos corsários ingleses que caçavam navios negreiros portugueses que não pagavam propina para trazer escravos ilegais para o Brasil, desta forma, era necessário que os escravos clandestinos escolhessem democraticamente entre si quem seria o café da manhã, almoço e jantar do dia; estranhamento nunca houve nenhuma “eleição”, pois, sempre alguém se enforcava de cócoras com uma corda de piano na noite de véspera. Porém, a viagem demorou tanto que só Guido M... chegou vivo, embora, cercado por pilhas de ossos e outros restos humanos.

Enfim, o Black Rock avistou o porto de Santos, melhor dizendo a poluição de São Paulo a léguas de distância, gritando um grumete da gávea: “Terra à vista”, mas Guido M... falou com seus botões: “Será que eles não vendem à prazo também?”, foi o seu primeiro atinamento para ser sinistro ministro da economia brasileira. Mas, neste ínterim, desabou uma terrível tempestade e tiveram de jogar fora o lastro para o navio ir mais rápido, aí Guido M... foi atirado ao mar, tendo de nadar 12 milhas náuticas para não soçobrar, mas isto foi afinal bom, pois ao chegar à praia já tinha tomado banho e estava pronto para trabalhar. Quanto ao Black Rock não se sabe do seu paradeiro, comenta-se que foi visto dando com os costados na ilha de Lost.

Guido foi fazer o que era mais natural para todo italiano fudido ex-patriado da Sicília na América: participar da Cosa Nostra. Seus primeiros contatos o levaram a se apresentar para ser consigliere (conselheiro) da Família Trappo, e logo estava empregado de contra-regra no extinto programa da extinta TV Tupi; porém, Guido nega que tenha alguma coisa a ver com essa extinção em massa, não obstante, o bico o levou a conhecer em Hollywod o Antonio Vito Andolini, futuro Don Corleone, aí foi paixão à primeira vista.

Família[editar]

As filhas de Mantega

Guido Mantega é casado com o Don Vito Corleone, famoso mafioso italiano, e tem duas filhas: Marina Mantega e Patty Maionese.

Mantega mostra o que o brasileiro leva

Seu casamento se estabalece por uma troca de interesses: Guido gosta de dar, e Corleone pretende estabelecer a máfia no Brasil.

Enquanto uma de suas filhas, Marina, vive com requinte o mundo das celebridades wannabe, sua outra filha, Patty, tem que aceitar estudar em uma escolinha humilde e namorar Doug Funny, um desenho patético como todos da Nickelodeon.

Denúncia[editar]

Leão da Montanha. “O PIB caiu mais uma vez??? Saída pela esquerda... ops... Essa é a direita!
Tá com a Bola de Cristal quebrada: Guido M. disse ao final de 2011 que a economia do Brasil cresceria entre 4% e 5% em 2012. Porém, essa expectativa foi revista várias vezes e, nem chegou a 1% no ano. Mas, o seu salário, irregularmente maior do que da presidente Dilma, quanta diferença! Tudo saindo do bolso dos contribuintes. É caro descíclope, quando o pombo tem diarreia seu cocuruco é que sofre!
Guido é acusado de ser representante de importantes lobbies alimentícios, principalmente de condimentos, como a Hellmann's, a Sadia e a Salsaretti (tá pegando, tá pegando e cada dia pega mais...)
A máfia comunicativa tupiniquim denuncia: O projeto de Lei que entrega de mão beijada a televisão por assinatura no Brasil à máfia expúria estrangeira de comunicação que está trambicando tramitando no Congresso Brasileiro tem garatujas de Guido; uma vez aprovada a lei, será considerado crime assistir o filme "O Poderoso Chefão" comendo pipoca com Coca-Cola, só será permitido a pizza com vinho (pode ser sangria, de preferência à moda siciliana).
Não bastasse esses escândalos, Guido ainda esconde um passado obscuro: na adolescência, Guido era ninguém menos que o garoto com o nick de Power Guido, punheteiro, pervertido, espinhento e colecionador das revistas em que Thammy Gretchen posou nua e sem se depilar!
Procon denuncia: Guido foi consigliere das CPIs que deram em pizza durante o governo de Lulaía. Guido responde que não tem nada a ver com isso e que não vai mudar o cardápio no governo da Dilma Rousseff.
Julian Assange denuncia: Guido está por trás, pela frente, de lado, em cima, em baixo, dentro, fora, e pelo outro lado do vazamento de informações do WikiLeaks.
Guido é acusado de participar do movimento hippie dos anos 60, inclusive de ter organizado o Woodstock. O Movimento Hippie nega qualquer ligação com Guido.
A Apollo 13 se fudeu estatalou na época em que Guido era contador da NASA, posteriormente a própria NASA fudeu-se foi a bancarrota sem conseguir patrocinadores para colocar a Apollo 18 no ar depois que correu o boato que alguém estava comprando cat for hare (gato por lebre, em inglês castiço­­¹). Guido nega o cat for hare, o flandres da carcaça das apolos era de legítimas tampas de latas de leite Ninho recicladas por um primo dele; o fato dele pertencer a cosa nostra não tem nada a ver com o caso da fudência falência da NASA. A NASA nega que tenha contratado Guido, a sua passagem por lá foi apenas como estagiário.

¹ A expressão correta é: I bought a pig in a poke !; poke é um saco de estopa, ou seja, comprei sem saber direito o que era !. Desciclopédia também é cultura, cultura inútil, mas é cultura!

O Fim[editar]

Depois de falir o Eike Batista, a Petrobras e o Estado Brasileiro, a presidenta Dilma Rousseff tomou mais uma atitude de macho e deu um pé na bunda do Guido, que desde então nunca mais foi visto por estas paragens, alguns comentam que tenha se mudado para a Lua, pelo menos foi o que estava escrito em sua carta de suicídio.

Ver também[editar]

Marina Mantega na ViP: [1]


Rei de Portugal e do Algarve e Senhor de Ceuta