Leonardo Boff

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Hammer and sickle.png Este artigo foi aprovado pelo Conselho de Proteção à Moral da Família Soviética como sendo livre de conteúdo subversivo.
CristoHumor.jpg E nomine patris et filii et spiritus sancti!

Este artigo foi criado por um cristão devoto. Ele vai à igreja todos os domingos com o intuito maior de tomar vinho louvar o SENHOR. Se você vandalizar, Javé Deus te mandará sem hesitar para o inferno!

60px-Bouncywikilogo.gif
Para os neo-ateus que preferem acreditar em mentiras, os supostos experts da Wikipédia têm um artigo sobre: Leonardo Boff.

Cquote1.png Você quis dizer: Leonardo Bofe? Cquote2.png
Google sobre Leonardo Boff
Cquote1.png Experimente também: Bofe de Elite Cquote2.png
Sugestão do Google para Leonardo Boff

Leonardo Boff: a imagem e semelhança de DEUS!

Cquote1.png Senhor Leonardo Boff, o senhor está DEMITIDO! Cquote2.png
Roberto Justus sobre Leonardo Boff
Cquote1.png Senhor Leonardo Boff, o senhor está EXCOMUNGADO! Cquote2.png
Papa João Paulo II sobre Leonardo Boff
Cquote1.png Senhor, o Senhor está DEMITIDO e EXCOMUNGADO! Cquote2.png
Leonardo Boff sobre Deus.
Cquote1.png Muito bem, meu filho... Cquote2.png
Anticristo sobre Leonardo Boff

Leonardo Boff, nome artístico de "Genézio Derci Boff", é um teólogo brasileiro da Teologia da Libertação. Ou seja, ele tenta explicar, através de seus baratos com ácido lisérgico conhecidos malabarismos verbais, como a Igreja deve se transformar no Partido Comunista Universal e como que o Diabo, apesar de ser vermelhinho, é neo-liberal.

Boff também sofre de megalomania, pois acredita que sabe mais do que Jesus Cristo. Chegou a propor uma revisão em partes do texto do evangelho, que, segundo ele, teriam ocorrido na verdade assim:

1. "Então o discípulo Jesus levantou-se e disse: Senhor, não permitirei que sejas excomungado, nem que marches com o MST até Brasília!. Ouvindo isso, Leonardo Cristo o repreendeu severamente, respondendo: Afasta-te de mim, Satanás! Tu és um servidor do Imperialismo norte-americano!"

2. "Judas o beijou, mas, quando um soldado quis tocar em Leonardo Cristo, Jesus cortou suas orelhas com uma espada. Leonardo Boff, o Cristo, observou aquilo tudo e disse a Jesus: Guarda tua espada por hora, Jesus. Depois iremos substituí-la pela foice e pelo martelo!"

3. "Os fariseus, que planejavam uma armadilha, perguntaram: Senhor, devemos pagar os impostos de César ou não? Leonardo Cristo lhes perguntou: de quem é esse rosto impresso na moeda? Os fariseus responderam: de César, Senhor. Então Leonardo sentenciou: tirai dos ricos o que é dos ricos; dai aos vagabundos, principalmente do MST."

Biografia[editar]

Leonardo Boff, disfarçado de Papai Noel para comover a Inquisição o Santo Ofício

Nascido em Concórdia, aldeia alemã no interior de Santa Catarina, em 6 de junho de 1866, uma sexta-feira treze, Genézio Leonardo acreditava ser o sexto filho de uma família de pastores luteranos que gostava de cantar pelas montanhas. Somente no seu leito de morte, a sua mãe revelou que ele na verdade era filho de Lula Molusco, na época um caixeiro viajante, e irmão de Lula e Tiririca. A data cabalística (6 de junho de 1966) foi determinante para que Boff fosse a encarnação do Anticristo, e assumisse como missão pessoal a pregação do Evangelho Comunista, que foi usado em sua alfabetização.

Educação[editar]

Desde a infância, Leonardo era motivo de espanto entre seus conterrâneos porque queria se dedicar à religião. Devido a suas tendências comunistas, entretanto, era claro que não podia ser um pastor evangélico, já que, em vez da acumulação de riquezas, pregava a distribuição do dinheiro dos outros.

Assim, foi inscrito pelos pais num seminário governamental da Alemanha Oriental (antiga Alemanha Comunista Democrática Soviética), onde frequentou aulas de ateísmo, comunismo, marxismo, leninismo, stalinismo, oportunismo, cretinismo, parasitismo, e muitos outros ismos em que o Leonardo se formou com louvor.

Pós-Graduação[editar]

A vida pregressa do Leonardo decorando O Capital e o Manifesto Comunista não contribuíu muito para a sua formação científica, desta forma ele entrou para um famoso e extinto instituto comunista alemão, o Unnötige Kultur Universität, pronuncia-se unê'tigue cultur'universitár, ou simplesmente UKU, assim, tudo o que o Leonardo sabe foi pelo UKU.

Pelo UKU o Leonardo fez seu doutorado em Ciências Ocultas e Letras Apagadas e recebeu um diploma em branco e um anel sem pedra pelo feito, na verdade todos recebiam isto, pois, em tradução livre Unnötige Kultur Universität significa Universidade de Cultura Inútil.

Vida Pós-Doc[editar]

Após deixar com saudades UKU na Alemanha, o Leonardo passou um tempo de doutrinação comunista na Coreia do Norte, e de lá voltou ao Brasil com 24 anos, pronto para catequizar os inocentes brasileiros na Teologia da Libertação.

Entretanto, suas ideias libertinas libertárias foram suficientes para que Joseph Ratzinger, que na época ainda não era o Papa Bento XVI, mas sim um alto executivo do Vaticano, ficasse puto dentro da batina e expulsasse Leonardo da Igreja excomungando-o até a sétima geração, já que o Léo tinha oficialmente mulher e inúmeras amantes e havia risco de engravidar todas elas e jogar a conta para o Vaticano, mas tudo bem quanto a ser herege, apóstata, pedófilo e puxar fumo durante as suas missas.

Desde a expulsão da Igreja, Leonardo se dedica a escrever livros de fábulas fabulosas (entre os mais conhecidos estão A Águia e a Galinha, O Homem e a Mulher e A Cigarra e a Formiga) e a coordenar a invasão de fazendas pelo MST. Ele também divulga a Teologia da Libertação, movimento religioso-político que prega a invasão de terras da Igreja e a liberação do fiofó, o que causa profundo ódio em filósofos rivais que sofrem prisão de ventre ou flatulência como Olavo de Carvalho.

Outras Ocupações[editar]

Quando não está escrevendo livros contra o cristianismo nas suas horas vagas que são muitas desde sempre, o Léo é Pai de Santo, babalorixá de Oxóssi filho de Oxalá e Iemanjá, aceita fazer trabalhos de despacho pelo seu site na internet, serviços garantidos, pague por cartão de crédito, depósito bancário e ordem de crédito. Aviso: pagamento por cartão de crédito tem aumento de 20% nos honorários, afinal uma usura de vez em quando não faz mal a ninguém.

Propostas de Reforma de Lutero Leonardo Boff[editar]

  1. Substituir o Papa pelo Leonardo Boff
  2. Substituir o cristianismo pelo comunismo
  3. Subtituir Vender as catedrais para auxiliar o MST
  4. Substituir as missas pelo ritual indígena em homenagem a Tupã, o fodão
  5. Substituir os fiéis pequenos-burgueses pelo MST
  6. Substituir o celibato sacerdotal pelo comunismo anal
  7. Substituir as beatas chatas por mulheres fortes para a revolução

Entre outras.

Principais obras[editar]

  • Com a Igreja, Cismar e Foder.
  • Civilizaçao Latifundiária - desafios à badernagem e ao comunismo.
  • Ética Imoral: a busca dos excrementos.
  • Experimentar Ateu. A transparência de todas as coisas.
  • Teologia do Curandeiro e do Cafetão.
  • Saber Roubar. Ética do humano - revolução pela terra.
  • Como comer a sua psicóloga.
  • A águia e a galinha. Uma dialética entre a torcida do curintia e Bruna Surfistinha.
  • Baixando o Santo I: Uma Punheta com Marx.
  • Baixando o Santo II: Chupando o Charutão do Exú.
  • Sapiência Fecal e Seus Fatores Descognitivos.
  • Os Esquecidos, A Apostasia da Fé em 3 Simples Lições.
Mirror2.jpg Conheça também a versão oposta de Leonardo Boff no Mundo do Contra:

Espelhonomdc.jpg
Prince machiavelli.jpg
Filósofos, ateus e outros maconheiros viados pensadores
v d e h

Adam Smith | Agostinho | Albert Camus | Anaxágoras | Anthony Giddens | Aristóteles | Arquimedes | Arthur Schopenhauer | Averróis | Avicena | Ayn Rand | Blaise Pascal | Chanakya | Confúcio | Demócrito | Descartes | Diógenes | Émile Durkheim | Empédocles | Epicuro | Francis Bacon | Friedrich Engels | Galeno | Giordano Bruno | György Lukács | Goethe | Hegel | Heráclito | Horácio | Immanuel Kant | Jean-Paul Sartre | John Locke | Jürgen Habermas | Karl Jaspers | Karl Marx | Karl Popper | Lao Zi | Leonardo Boff | Louis Althusser | Ludwig Feuerbach | Luiz Felipe Pondé | Márcia Tiburi | Maquiavel | Marco Aurélio | Marilena Chauí | Martin Heidegger | Max Stirner | Max Horkheimer | Michel Foucault | Montesquieu | Nessahan Alita | Nietzsche | Noam Chomsky | Olavo de Carvalho | Pitágoras | Platão | Roger Bacon | Rousseau | Sartre | Sêneca | Simone de Beauvoir | Sócrates | Sólon | Søren Kierkegaard | Sun Tzu | Tales de Mileto | Theodor Adorno | Thomas Hobbes | Thomas Kuhn | Tomás de Aquino | Vladimir Safatle | Voltaire | Walter Benjamin | Wilhelm Dilthey | Zenão de Eleia | Zygmunt Bauman