Mapa

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Nota: Se você está procurando por Mapa Astral, consulte um astrólogo procure no artigo de Astrologia
Exemplo de mapa no metrô de Tóquio, perceba a incrível organização nesse mapa. Você vai encontrar rapidinho a estação procurada.

Mapa é um desenho de um lugar qualquer (a sua casa, bairro, cidade, país) visto do céu, ou seja, uma versão primitiva do Google Earth para nos orientarmos no ambiente em que o mapa está ilustrando. Existem bilhões de utilidades para um mapa, que vão desde localizar a Praça de Alimentação de um Shopping, até para motivar idiotas em caçar tesouros que não existem. Apesar de sua importância, mais da metade da população mundial não tem quase nenhuma noção de mapas, especialmente o do Mapa-múndi, no qual não conseguem nem sequer reconhecer o seu próprio país, mas isso era mais valorizado no passado, quando a humanidade jogava War na prática.

Importâncias Históricas[editar]

Na Pré-História, mapas eram extremamente necessários, já que a humanidade antigamente demorava muito mais para se deslocar no mundo, e ao irem a pé de uma cidade a outra as chances dos viajantes se perderem pelo caminho, entrarem numa vila de ladrões, ou acabarem chegando ao Acre, era praticamente certa. Também acontecia de um sujeito querer fazer uma festa com os amigos na casa dele e quando convidavam os convidados, estes perguntavam onde ficavam a casa do cara. Então em um momento de genialidade o anfitrião resolveu pegar um papel e desenhar onde ficava a casa dele, e para ajudar na orientação colocava algum morro, rio, floresta, etc. Assim que perceberam que desenhar mapas ajudava a localizar a casa do cara, ele foi consagrado como um grande inventor pelos seus amigos, mas infelizmente nenhum arqueólogo descobriu quem foi esse inventor.

Assim na Antiguidade, com a popularização dos mapas, ficava muito mais fácil saber onde se estava e para onde devia ir (mas isso ainda não era GPS). Porém quando Imperadores megalomaníacos dominadores de territórios ficaram sabendo sobre esta nova invenção, passaram a competir para que os seus territórios ocupassem cada vez mais os mapas, e que aparecessem muito maiores que o dos outros. Por isso neste período surgiram uma infinidade de Impérios, que só pararam de crescer quando todos já tinham os mapas dos territórios inimigos. A saída para isto foi se aventurarem pelo mar, e com isto acabou surgindo os navegadores, que com a ajuda da mapa astral, das estrelas, encontravam novas terras para tomar. A partir daí, os Europeus ao descobrirem a América, ficaram felizes em ver que tinham mais terras para colocar naquele espaço que costumavam pintar de azul. Com isso, os mapas tiveram mais importância ainda na Colonizações Europeias e na defesa dos territórios.

Ver Também[editar]