Mulheres militares

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Lesbian logo.png Este artigo pode levar-te para o Lado Azul da Força!

Este artigo contém fatos sobre sapatas e é fã da Madonna.

Madonna-Britney-Aguillera.gif



No Wikipedia.png QUEBROU A CARA!

Os espertalhões da Wikipédia NÃO têm um artigo sobre: Mulheres militares.


Xena, (não confundir com Xana), também chamada de "A princesa guerreira", é a santa padroeira das mulheres militares
Mulher Militar sem farda.
Uma combatente anfíbia

Cquote1.png Oi... Tem aí uma rasteirinha tamanho 44 pra mim??? Cquote2.png
Mulher militar em uma loja de calçados
Cquote1.png Uma já me comeu ! Cquote2.png
Ana Carolina sobre Mulher militar
Cquote1.png Me comeu também ! Cquote2.png
Ângela Rô Rô sobre Mulher militar
Cquote1.png Eu ainda te como Cquote2.png
Sargentona falando com a recruta no alojamento
Cquote1.png Isso é uma sapatona!!! Cquote2.png
Severino sobre Mulher militar
Cquote1.png Eu não entendo, somos ambos esquisitos e discriminados pela sociedade, mas ela consegue pegar mais mulheres que eu e é mulher Cquote2.png
Nerd sobre Mulher militar
Cquote1.png vocêh kis dizê:sapatonas de farda? Cquote2.png
Gúgol(primo pobre do Google) sobre Mulheres militares
Cquote1.png Quiz sim! Cquote2.png
alguém sobre Gúgol
Cquote1.png Huuuuul ela é SAPATAAAA... Huuuul Viva a SAPATAAA!!! Cquote2.png
Gays e Mulheres Heteros comemorando a suposta Diminuição da Concorrência
Cquote1.png AaIi, AaMmOo minha MmIiGgUuXxAa sapatinha! Ela nem olha pru meu BOFE (LlIiNnDdUuXxIiNnHhUu) e eu passu looooonge da FÊMEA (BbAaRrAaNnGgAa) dela! Shomushh uma clashi unidaaaa MmEeUu BbEeMm! Cquote2.png
Emo comentando por ter uma amiga militar
Cquote1.png AHHH, ASSIM NÃO DÁ, ASSIM NÃO PODE!!! Cquote2.png
Mulher militar radical militante sobre mulheres bissexuais que também gostam de homens
Cquote1.png Vocês traíram o movimento lésbico sisters! Cquote2.png
Dado Dolabella sobre mulheres militares bissexuais
Cquote1.png Vão se foder porra. Puta concorrência desleal, caralho! Cquote2.png
Mulheres sobre mulheres militares bissexuais
Cquote1.png Lésbicas? Se não gostam de homem, é porque ainda não me conheceram! Cquote2.png
Chuck Norris sobre mulheres militares
Cquote1.png THIS IS... SAPATAAAAAA!!! Cquote2.png
Leônidas sobre "Mulheres militares"
Cquote1.png THIS IS... BUROCRATAAAAAAA!!! Cquote2.png
Leônidas sobre "Mulheres militares"

Duas guerreiras: Um Grande Amor

Mulheres militares são as sapatonas de farda lésbicas burocratas que servem na marinha, exército, aeronáutica, polícia militar e corpo de bombeiros. Ou melhor,não servem para nada. Só servem para realizarem os seus desejos íntimos de se parecerem com um homem. Então,elas se vestem igual ao um homem, têm trejeitos de homem e utilizam coturnos nº 44 como os homens. Pois, pensam que assim serão tão importantes quanto os homens. Querem igualdade em quase tudo. Eu disse em quase tudo, porque os deveres iguais aos homens elas não querem. Aí sim, elas ressaltam que são diferentes.


Caracteristicas[editar]

O capitão Rebecão:EXEMPLO DE UMA MULHER MILITAR

São apenas mais umas das mulheres que não receberam muita atenção dos pais que queriam um filho homem e agora elas querem ser guerreiras para provarem que têm culhões e que são macho.

Vai ver que os pais delas eram militares e queriam um filho para seguir a tradição familiar. Mas como as machonas nasceram mulheres, elas têm que compensar é muito.

Pagam de Rambo mas exercem apenas funções administrativas nos quartéis.

Na verdade, elas só querem medidas paternalistas e demagogas e se fazem de fracas para tirar alguma vantagem e se safar das obrigações. As mulheres militares não estão em igualdade de condições com os militares do sexo masculino dos mesmos quadros a que pertencem.

Além disso, não estão sujeitas a todas as características inerentes a profissão militar como os homens. Durante o Curso de Formação nas Escolas Militares ou durante o Estágio de Adaptação, não recebem a mesma instrução militar básica que a ministrada aos homens.

Não participam de marchas, acampamentos, exercícios de tiro e manobras logísticas, dentro de suas especialidades como os homens. Tudo é mais leve. Só participam de jogos de guerra (em computadores)é claro.

Vários fatores motivam as sapatonas a seguirem a carreira militar. Como por exemplo não fazer nada no trabalho e se alguém ou o superior hierárquico reclamarem elas utilizam do clichê: machismo. E falam logo que eles são machistas e pronto, se safam das obrigações. Elas pensam também no respeito que terão com as ladys. E como a mamata é muito boa, a perspectiva de rápida ascensão na carreira só pelo fato de ser mulher, a alternativa no mercado de trabalho burocrático e a estabilidade no emprego são grandes atrativos. E é claro poder ficar o dia inteiro coçando o saco,literalmente.


Como Reconhecer uma mulher militar[editar]

Mulher militar fazendo campanha no quartel sobre o autoexame de câncer de mama

As mulheres militares podem ser facilmente distinguidas das demais mulheres civis por alguns de seus estranhos hábitos, notadamente aqueles relacionados à higiene.

A mulher militar autêntica, possui verdadeiro horror àquilo que as mulheres civis convencionaram chamar de depilação. A mulher militar que é guerreira mesmo, tem a perna cabeluda, o sovaco cabeludo e fedorento. Tem saco e um pênis de borracha escondido entre as pernas . Além disso, possui ainda uma estranha pelagem localizada entre o nariz e a boca. Mas, a barba está sempre bem feita. São machonas sim, por que qual a graça de ser lésbica se não for para ter a liberdade de deixar crescer pelo na cara e fazer a barba depois,ter pelos no sovaco? enfim, não precisar mais perder tempo com essa excrescência da sociedade machista, capitalista e consumista que é a depilação.

O que é lésbica?[editar]

Sapatão que a mulher militar usa

Uma lésbica é uma mulher que tem ou prefere ter romances e relações sexuais com outras mulheres do mesmo sexo. São também chamadas de entendidas, sapatões, sapas, etc..

Inicialmente, as lésbicas não existiam, elas eram apenas fruto da imaginação masculina que insistia em sonhar ter pênis suficiente para ir para a cama com duas mulheres.

Porém, na ilha de Lesbos naGrécia, entre os séculos VI e VII a.C., Platão tentou realizar tal feito e terminou por não conseguir satisfazer as duas ninfetas. Ambas tiveram que se virar sozinhas, e perceberam que sem a presença do tonto, tudo é muito mais divertido.

Que tipo de lésbica são[editar]

Fogão que mulher militar pilota
  • São do tipo Dyke (Caminhoneira ou bofinho, machinho, Bino, etc) que é a mais conhecida, adora se vestir como um menininho, falar como um menininho, enfim, pode até querer (e consegue) comer você menina sem que você perceba.

Na cama, elas podem ser "ativas" (as que comem), Aliás, na cama elas são conhecidas como as que fazem sexo de cueca, e nem deixam você encostar nelas, o que pode ser extremamente desagradável se você, menina entendida, não curte ficar apenas como uma bobona encostada na parede.

As mulheres militares têm namoradas do tipo lady*

  • A tipo Lady (ou menininha) que é a que mais causa dúvida, porque ela não demonstra. Aliás, ela adooooora ser mulher, usar decote e beijar mulher, o que, convenhamos é muito mais gostoso do que beijar homem que não sabe nem onde enfiar a língua e acha que está arrasando. É aquela menininha que descobriu que chegar ao orgasmo é muuuito melhor do que fingir e por isso desistiu de sair com os caras por aí para se divertir.

São as "passivas" (as que são comidas) ou "relativas" (aquelas que estão na chuva para se molhar mesmo).

Algumas lésbicas (não todas) andam no mundo da promiscuidade, pensam que só porque uma mulher gosta de comer outra, que vai aceitar comer todas, bonitas, feias, dragões, horrorosas!


Burocrata Que porra é esta?[editar]

Maria Quitéria, a patronesse do serviço administrativo. Patronesse logo do serviço burocrático? Coincidência?

Burocrata (aka. Funcionário Público, Servidor Público) são uma criação supostamente gramsciana cuja única utilidade seria coçar o saco enquanto o Brasil fica parado.

Este tipo peculiar é famoso por ter instalado a Burocracia no Brasil e desde então não sai mais de cima da cadeira, a não ser se for para ir para casa ou para um evento Cultural.

Como são os serviços das mulheres militares?[editar]

Depois de formadas, trabalham, nas bases administrativas dos quartéis-generais, hospitais, policlínicas, escolas e órgãos de assessoramento.

Para entender como é o serviço das mulheres militares,você vai como é uma burocracia. Pois, primeiro você deve preencher o formulário A-201/30 em duas vias, você irá encontrá-lo no Setor de Formulários, mas o primeiro é preciso telefonar para 0300-789-0300 e saber se o seu CPF tem alguma pendência com a Receita Federal, então o senhor anota o código que elas vão te passar e apresenta no Setor de Formulários um formulário de requisição de formulário. Nesse formulário vai ter um campo para o senhor preencher com o número que elas vão te passar pelo telefone, é simples, só não pode esquecer de levar xérox autenticada do seu CPF.

Quando você tiver preenchido o formulário A-201/30, você vai entregar uma via no Setor de Solicitações Gerais junto com um GRU comprovando que você recolheu as custas necessárias para o processamento de seu pedido. A outra via você manda por fax para o número que elas vão te passar no SSG. Então é só esperar 15 dias para ver se o seu pedido foi recebido e mais 15 para confirmar se ele for considerado procedente.

Só então você vai receber em sua casa uma carta registrada com aviso de recebimento que você deve assinar. Essa carta vai lhe indicar um endereço e uma hora para você comparecer e receber o AR, esse AR deve ser entregue em até dois dias úteis no cartório em que foi registrado o seu nascimento. Se, por uma acaso, esse cartório não existir mais, você vai ter que ir no Sindicato dos Servidores de Cartórios de Registro de sua cidade e entrar com o pedido de uma certidão que comprove que o Cartório não existe mais, mas esse procedimento eu não posso explicar, porque é jurisdição delas.

Ao entregar o AR no cartório, ou conseguir a certidão no SindCaReg, você deve ir até o Setor de formulário portando xerox do seu CPF, o AR com xerox autenticada, um GRU comprovando recolhimento de custas do Fundo de Amparo aos Correios e sua mãe em pessoa, se não for possível que ela compareça, leve uma procuração assinada por ela lhe outorgando poderes para representá-la, se ela já faleceu, leve uma certidão do cemitério indicando a lápide em que ela está enterrada junto com o atestado de óbito da mesma. Se ela foi cremada, leve documento que comprovem que ela estava morta quando entrou na fornalha.


Ah, sim, voltando...[editar]

Ou então você pode adiantar o cafézinho delas, que elas resolvem isso tudo para você...

Programa que assistem[editar]

As mulheres militares assistem o canal da burocracia.

Logotipo do canal

O Canal da Burocracia é a versão brasileira do mundialmente famoso (com firma reconhecida em cartório) do canal americano The Bureaucracy Channel. O Canal da Burocracia é um canal da TV a cabo com programação 24 horas por dia, 7 dias por semana com o melhor da vida interna dos governos, tramas burocráticas de altíssimo nível, intrigantes formulários em cinco vias com reconhecimento de firma em cartório e cópias autenticadas, excitantes arquivos e processos administrativos. O Canal da Burocracia é o primeiro canal na televisão brasileira a ter sua programação totalmente verificada e registrada em cartório.

Os programas não focam apenas a atualidade da burocracia brasileira. O Canal da Burocracia tem inúmeros documentários e filmes sobre a história da burocracia no Brasil como, por exemplo, o comovente Pedro Álvares Cabral e o Formulário da Imigração, uma das mais realistas e emotivas transcrições da chegada dos portugueses no Brasil e seu contato com a burocracia imigratória. O Canal da Burocracia é o primeiro canal de televisão no mundo a disponibilizar tempo de sua programação para a exibição de bibliografia.

Como assinar o Canal da Burocracia[editar]

Formulário ASSI-01-2008

É muito simples assinar o Canal da Burocracia! Basta apenas mandar o formulário "ASSI-01-2008: Requerimento de Assinatura do Canal da Burocracia" para o Guichê Central de Novas Assinaturas do Canal da Burocracia acompanhado de:

  1. Três cópias autenticadas da tua certidão de nascimento;
  2. Três cópias autenticadas da certidão de nascimento da tua mãe;
  3. Três cópias autenticadas da certidão de nascimento do teu pai;
  4. Três cópias autenticadas do contracheque. Caso não sejas assalariado, mandar o formuário "ASSI-01.58-2008: Tabela Esclarecedora de Rendimentos para Envio Conjunto ao Formulário ASSI-01-2008";
  5. Três cópias autenticadas de um comprovante de residência, juntamente com três cópias autenticadas da escritura do imóvel e mais três cópias autenticadas do contrato de aluguel (se for imóvel locado) e
  6. Caso tu fores casado, mandar os itens 1, 2 e 3 do cônjuge.

Programação Semanal[editar]

A programação do Canal da Burocracia é bastante variada, abrangendo desde os recém-nascidos até os pós-mortos, como a Dercy Gonçalves. Toda a programação é aprovada pelo Conselho de Proteção a Moral da Família Soviética.

Dias de Semana[editar]

06h30-07h30
Bomdia.PNG
Bom Dia, Preencha Teus Formulários

Começa o teu dia com um agradável bom dia com notícias do que ocorrem na madrugada e os temas do dia que se inicia, além de aprender como preencher os formulário das declarações que vencem no belo dia que começa.

07h30-08h00 Pega a Senha (Edição Matinal)

Nossas equipes de televisão espalhadas pelo Brasil percorrem as mais famosas filas do SUS, escolas públicas, prefeituras, gabinetes de vereadores e deputados federais mostrando o delicioso cotidiano das filas, além de impagáveis pegadinhas com a dupla Senha & Guichê.

08h00-09h00 Receitas Federais de Família

Comidas caseiras que qualquer um pode declarar! O programa de culinária número 1 das manhãs brasileiras ensina-te como fazer comidinhas saborosas como "Frango á la Restituição", "Sanduíche de Renda" e outros sucessos culinários. Enquanto as comidas ficam prontas, o programa dá dicas de como bisbilhotar o quarto do teu filho sem deixar provas.

09h00-12h00 Cartorinho da Criançada

O momento das crianças terem uma programação saudável e devidamente registrada em cartório. A programação intercala desenhos como "Firmas Reconhecidas Superpoderosas" com dicas de como registrar os cadernos no cartório.

12h00-13h30 Licitação de Almoço

O excitante mundo das licitações públicas é retratado num programa jovem e de ação transmitindo ao vivo, de todas as repartições, as mais empolgantes licitações com comentários exclusivos de Marcos Valério e José Dirceu.

13h30-14h00 Pega a Senha (Edição Vespertina)

Nossas equipes de televisão espalhadas pelo Brasil percorrem as mais famosas filas do SUS, escolas públicas, prefeituras, gabinetes de vereadores e deputados federais mostrando o delicioso cotidiano das filas, além de impagáveis pegadinhas com a dupla Senha & Guichê.

14h00-17h00 Vara de Família

As mais acaloradas discussões de divórcios, coletas de DNA para investigações de paternidade com muita perseguição e outras disputas com muito choro, tu só vês no Vara de Família e seus quadros premiados como "Sou Corno e Não Sabia", onde exames de DNA mostram quem é corno e quem é o Ricardão da parada e o "Vagabunda Destruidora de Lares", onde há uma completa investigação sobre adultério.

17h00-18h00 Febem

O programa da gurizada adolescente num moderno alojamento para menores delinqüentes. Vê a revolta típica dos adolescentes por meio das suas fogueiras noturnas de acampamento com colchões, suas demonstrações cativantes de afeto com seus reféns.

18h00-19h00 DETRÂNsito

Acompanha as últimas informações de trânsito na tua cidade com inteligentes comentários de como o trânsito seria bem melhor com chips-supositórios ao invés de ultrapassadas carteiras de motoristas, além de músicas top parade como "Eu adoro pagar IPVA" ou "Para-me numa blitz".

19h00-20h30 Protocolo

Uma romântica novela onde o mocinho é um motoboy e a mocinha é uma simpática atendente dum guichê duma repartição pública. O casal passa poucas e boas nas mãos do casal de vilões, um neoliberal e a Miss Privatização 2008.

20h30-21h00 Pega a Senha (Edição Noturna)

Nossas equipes de televisão espalhadas pelo Brasil percorrem as mais famosas filas do SUS, escolas públicas, prefeituras, gabinetes de vereadores e deputados federais mostrando o delicioso cotidiano das filas, além de impagáveis pegadinhas com a dupla Senha & Guichê.

21h00-23h00 Debate-boca

Os principais assuntos do dia são discutidos de forma agitada por meio uma frenética troca de ofícios, devidamente mandados com Aviso de Recebimento.

21h00-02h00 Vamos Estar Te Escutando

O programa de autoajuda do Canal da Burocracia. Especialistas no sofrimento humano vão estar ficando à tua disposição para que tu possas estar comentando sobre os problemas que estão te afligindo. Nossos especialistas no sofrimento humano estarão te atendendo tão logo eles estejam sendo desocupados.

02h00-06h30 Bibliografia

Toda a bibliografia citada no dia é mostrada para ti num ritmo lento, totalmente condizente com o Manual de Demonstração de Bibliografia em Televisão pela Madrugada como foi aprovado pelo nosso Departamento de Normas e Regras.

Sábado[editar]

06h30-07h30 Bom Dia, Preencha Teus Formulários
07h30-08h00 Pega a Senha (Edição Matinal)
08h00-09h00 Receitas Federais de Família
09h00-12h00 Cartorinho da Criançada
12h00-13h00 Quem Casa Quer Casa

Acompanha a jornada de dois casais recém-casados, dois decoradores, um final-de-semana e um orçamento apertado de R$ 2.000 numa intrigante corrida contra o tempo para conseguir o alvará da Prefeitura e poder conseguir fazer a obra.

13h00-16h00 Melhores momentos de Vara de Família
16h00-18h30 Desafio de Famílias

Quatro famílias participam de inúmeras atividades como charadas e outros testes que só fazem fortalecer os laços familiares. Quem não fica ansioso vendo o quadro "Quem Cancela Primeiro", onde os chefes de família concorrem para ver quem cancelará o cartão de crédito primeiro ou o "Quiz Legal", onde os caçulas são testados em sua capacidade de análise de direito administrativo comparado.

18h30-20h00 Melhores momentos de Pega a Senha
20h00-22h00 Juizado de Pequenas Causas

Assiste aos maiores conflitos nos Juizados de Pequenas Causas. Conflitos entre vizinhos, brigas consumeristas e todo o tipo de barraco que tu podes imaginar.

22h00-06h30 Bibliografia

Domingo[editar]

06h30-07h30 Bom Dia, Preencha Teus Formulários
07h30-08h00 Pega a Senha (Edição Matinal)
08h00-09h00 Receitas Federais de Família
09h00-12h00 Cartorinho da Criançada
12h00-13h00 Relações Internacionais

Como enganar aquele cônsul chato que implicou com teu visto só por que tua prima Suzicreide disse numa carta (que foi junto com o pedido de visto) dizendo que tinha emprego de faxineira em Boston? Quais são os melhores coiotes para atravessar a fronteira? Todas as perguntas serão respondidas no Relações Internacionais.

12h00-13h00 Azeredo a 171 MBps

Vem participar de um animado debate com Eduardo Azeredo e seus convidados da China, Cuba e outras democracias modernas sobre como implementar novas medidas de controle de acesso na Internet. Não perca o quadro "Os Melhores do YouTube" apresentado por Daniela Cicarelli.

13h00-16h00 Fisconcertos

Quem disse que Mozart e ICMS não combinam? Escuta os mais belos concertos tocados pelo coral da Secretaria da Fazenda do Distrito Federal. No repertório, belezas como "Nota Fiscal em Dó Menor" e "Crédito Presumido de Exportação em Lá Maior".

16h00-20h00 Domingão da Apelação

Só uma pessoa muito ingênua para achar que as pendengas acabam junto com a decisão inicial. Acompanha eletrizantes debates nos tribunais de instâncias superiores, assim como debates enérgicos perante prefeitos e governadores.

20h00-21h00 Nostalgia

Relembra os velhos tempos onde era necessário ter um pistolão na Telequalquer coisa para poder ter um telefone. Sente o prazer de poder fazer a declaração do imposto de renda em formulários de papel. Tudo isso voltará para teu prazer no Nostalgia.

21h00-23h00 Cinema Domingo

Assiste filmes premiados como Eu, Eu Mesmo e os Meus Dependentes ou Alvará de Sangue. Cinema Domingo é o primeiro programa de televisão que exige que o espectador comprove documentalmente a idade.

23h00-06h30 Bibliografia

Inspiração[editar]

As mulheres militares tiveram como inspiração o comando burocrático de caça aos comunistas.

O Comando Burocrático de Caça aos Comunistas (CBCC) foi uma dissidência do Comando de Caça aos Comunistas original, surgido em Brasília em 1969, que tentava organizar o modo anárquico como os comunistas costumavam ser caçados no Brasil (isso, é claro, na época em que eles ainda não estavam infiltrados nas esferas do poder e na mídia esquerdopata).


A separação[editar]

O Comando de Caça aos Comunistas (CCC) foi um grupo formado por estudantes universitários de direita que se dedicavam a espancar estudantes universitários de esquerda quando não estavam fumando maconha passeando em Búzios ou no Guarujá. Organizados em grupos, eles cercavam estudantes de tendência comunista (facilmente identificados pela barba malfeita, sandália de tiras ou bolsa peruana) e desciam a porrada, por mais que as vítimas estivessem apenas fumando maconha estudando tranquilamente.

Uma facção do grupo, entretanto, sentia-se mal com o modo como as coisas eram feitas, já que nem sempre eles estavam disponíveis na hora dos ataques. Seria muito melhor se eles fossem agendados, para que os mais ocupados pudessem encontrar um espaço em suas agendas, entre uma viagem e um jogo de golfe, para espancar comunistas sem-vergonha.

Assim, numa reunião secreta realizada numa noite de março, um grupo liderado por um tabelião conhecido apenas como Palhares assinou a ata que criava oficialmente o CBCC. Depois de autenticá-la em cartório e publicar no Diário Oficial, o grupo estava finalmente pronto para agir.


Modo de usar agir[editar]

(extraído da ata da Reunião Deliberativa Ordinária 08/1969):


Fica determinado, então, que:;

Exemplo de convocação do CBCC
  1. Todo ataque deverá ser proposto em uma das reuniões ordinárias semanais;
  2. A proposição deverá obter maioria simples para ser aprovada em plenário;
  3. Tendo aprovação em plenário, a Mesa Diretora deverá planejar a forma como o ataque será feito;
  4. Na semana seguinte, o plano traçado pela Mesa Diretora será encaminhado novamente a plenário, para votação;
  5. Caso o planejamento seja aprovado por maioria simples, passa-se à próxima etapa; se não for, as sugestões feitas durante a reunião ordinária deverão ser adicionadas ao planejamento, que deverá ser refeito pela Mesa Diretora e apresentado na semana seguinte, tantas vezes quantas for necessário para sua aprovação;
  6. Aprovando-se o planejamento, a Secretaria Executiva fica encarregada de enviar ofícios de convocação aos membros do CBCC, informando-os do próximo ataque (que não pode acontecer em menos de 3 (três) semanas após a reunião que aprovou o plano). Também serão enviados ofícios aos alvos do ataque, para que estejam presentes na data e horário marcados;
  7. O ataque será realizado na data e horário estipulados, caso estejam presentes pelo menos dois terços dos componentes do plenário, ou dois dias depois, no mesmo horário, com qualquer número de participantes.

Devido ao modo como os ataques eram planejados, o CBCC jamais conseguiu levar a cabo nenhum deles. Apesar de inútil, a organização (como tantas outras em Brasília) durou por muito tempo sem fazer nada, até ser extinta por um decreto do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso porque a organização lhe trazia más lembranças da época em que ele tinha sido comunista.

Pós-dissolução[editar]

Antiga sede do CBCC, atualmente abriga órgãos do poder judiciário. A estrutura é praticamente a mesma, a única mudança foi que a Dona Conceição se aposentou mês passado.

Após a debandada, seus membros, que a esta altura já não eram mais universitários, em larga maioria, aderiram ao funcionalismo público. Muito da estrutura do CBCC foi devidamente absorvida pelo Governo Federal (vide processo 0235/97-A) e seus membros reaproveitados para exercerem funções burocráticas nos mais diversos órgãos federais.

Outros, de espírito mais artístico, resolveram se juntar e, com a verba de manutenção arrecadada durante os anos de funcionamento do CBCC, criaram o Canal da Burocracia, vencedor do Troféu Imprensa de Sonolência 10 vezes seguidas. O diretor do canal, Afonso Palhares, declarou que não pretende alterar a programação do canal, já que não é muito partidário de inovações.