The Elder Scrolls III: Morrowind

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Virtualgame.jpg The Elder Scrolls III: Morrowind é um jogo virtual (game).

Enquanto você lê, alguém erra a pronúncia da palavra "Xweetok".


Os Pergaminhos Mais Velhos III: Vento do Morro
MorrowindCOVER.jpg

Vemos aqui uma capa que plagia descaradamente a Triforce, do Zelda.

Informações
Desenvolvedor Bethesda Bugworks
Publicador Bethesda Bugworks também
Ano Faz uns 150 anos
Gênero Bugs e um pouquinho de RPG
Plataformas PC e X-Caixa, o primeiro
Avaliação "jogo ruim" - 10/10 IGN
Idade para jogar Só para quem é nerd, tetudo, feio e mora no porão da casa da mãe (30+ anos)

Cquote1.png Experimente também: The Elder Scrolls IV: Oblivion Cquote2.png
Sugestão do Google para The Elder Scrolls III: Morrowind
Cquote1.png Outlander Cquote2.png
Xingamento Palavra usada pelos personagens humanóides do jogo para se referir a você
Cquote1.png We're watching you. Scum. Cquote2.png
Frase muito dita pelos ordinadores, quando você passa por eles
Babel fish.gifTraduzindo: Seu filho da puta, estamos de olho em você
Babel Fish sobre frase acima
Cquote1.png DIE FETCHER! Cquote2.png
Frase dita por qualquer um que vir você roubando alguma coisa.
Cquote1.png Algo como "porque não rouba meu pau seu arrombado!?!" Cquote2.png
Eu sobre fazer curso De ingrish
Cquote1.png You've earned a death warrant for your crimes, outlaw. May the gods have mercy upon your soul. Cquote2.png
Frase dita pelos guardas quando você tá com uma reputação ruim pra caralho

The Elder Scrolls III: Morrowind é um jogo de RPG. Só que não é mais um com orcs, elfos, cavaleiros, magos, dragões, etc... Ele vai muito além disso. Na verdade, Morrowind nem chega a ter dragões. Apesar de ser um jogo bem desconhecido por quem tem vida não é fã de RPG, quem é sem vida fã de RPG ou quem já jogou garante que ele supera vários jogos até mesmo Parasite In City.

Como sempre, típico de todo RPG, há muitas tarefas para você fazer, porque lá todos acham que você é capacho deles e te mandam ir no meio do mato enfrentando Orcs, Elfos e qualquer outro bicho com sangue nos olhos, pronto para te dar uma flechada no joelho e decepar sua linda cabeça que só pensa merda. Se passa onde Judas perdeu as botas, mais especificamente em Morrowind (daí o nome, gênio!). Enquanto você lia este texto, um Khajiit acaba de roubar seu gold.

História[editar]

Spoiler5.JPG ATENÇÃO! O texto abaixo pode conter (ou não) um ou mais SPOILERS!

Ou seja, além de deixar o artigo com mais pressão aerodinâmica nas retas e mais estável nas curvas de alta, ele pode revelar, por exemplo, que Liu Kang e Kitana são o novo rei e rainha do Netherrealm, ou que Kevin Harvick passa Mark Martin.

Spoiler3.jpg

Como de costume nos jogos da série The Elder Scrolls, neste jogo o jogador começa como sendo um prisioneiro. Não se sabe porque ele foi preso. Só se sabe que ele teve que atuar forçadamente em um novo pai de família, o que fica notável ao tentar andar, o que deixa claro que tomou bastante Noku com seu novos coleguinhas. E se ele tiver sido preso injustamente? Só Deus sabe (digo, só as Aedras, Daedras e o Tribunal sabem).

O jogo faz com que você seja a encarnação da Princesa Isabel para que você liberte todos os escravos de Morrowind do Indoril Nerevar, um grande, forte e másculo (ui!) herói que estava morto desde 1900 e guaraná com rolha. Seu objetivo é cumprir uma profecia de libertar alguma raça qualquer dos seus opressores de uma sociedade patriarcal burguesa e mandar o Inri Cristo de volta para a caixinha de fósforo de onde ele veio e deixar o Tribunal para as pessoas com o mínimo de sanidade requisitado. Você pode ser muitas coisas nesse jogo, desde um guerreiro fodão que salva princesas, até um viadinho que brilha.

O primeiro idiota personagem que o jogador encontra chama-se Jiub, ele pergunta seu nome e você diz qual é. E é nesta hora que você deve escolher seu nome, muitas pessoas colocam nomes estranhos e ridículos, e que nem combinam com a raça do jogador. Depois disso você nunca mais vai ver o Jiub de novo (ainda bem), mas fofocas rumores no jogo The Elder Scrolls IV: Oblivion dizem que ele matou todos os Cliff Racers e por isso foi promovido a santo da Igreja Católica. Quem dera se não fossem só rumores, pois os Cliff Racers são criaturas chatas pra caralho!.

Um sadomasoquista ninja da Darkbrotherhood

Depois você é levado pelo guarda até a parte de fora do navio, onde você terá visto até 3 pessoas de raças diferentes, para mostrar como Morrowind é um jogo que respeita as diferenças entre raças e curte fazer um interracialismo (se é que me entende). Após isso você terá de escolher seu sexo (ui!), sua laia (ou raça), seu signo e sua classe. E aí você terá seu próprio personagem, pra mostrar como Morrowind é um jogo bem justo, na maioria dos jogos de RPG e na vida real você não pode nem escolher seu próprio nome!

Darvame vai te levar de... besouro gigante (?!?!) para Balmora...

Mas esperem... quem disse que acabou? Que nada! Após todos estes eventos ultra necessários, você receberá um pacote que terá de entregar para um cara chamado Caius Cosades. O pacote é igualzinho ao saquinho do Doutor Chapatin, ninguém sabe o que tem dentro. Só se sabe que você tem de entregar para o Caius, numa cidade de nome estranho chamada Balmora. Experimente perguntar pra uma neguinha guarda chamada Elone onde fica Balmora. Para os preguiçosos, tem a opção de se falar com Darvame Hleran, uma Dunmer que te leva direto para Balmora, mas você precisará pagar.

Se você tá fodido e não tem grana nenhuma, ou se você prefere ganhar experiência e força, deve ir pela área selvagem (ui!). Enfrentando todo tipo de perigo, desde cobras (ui!) a qualquer outra coisa bizarra que pode sair de um RPG, não nos responsabilizamos por eventuais estupros mortes e/ou pessoas perdidas na selva.

Elone, o neguinha, onde fica Balmora?

Raças[editar]

O jogo contém 8 raças, cada uma delas é mais inútil que a outra, vamos ver as inutilidades de cada uma

  • Argonian: Lagartos que não podem usar capacete fechado e nem sapatos e botas. Por isso eles nunca vão poder usar uma armadura completa (óbviamente). Além de não serem bons com combate e com magia, só com furtividade (os corinthianos do jogo), e também são tratados como escravos sexuais pelos Dunmers.
  • Breton: Apesar do nome, eles mais parecem com franceses malcheirosos do que com britânicos. Eles também só conseguem ser bons em lançar faíscas pelas mãos, o que significa que eles são totalmente inúteis para aprender combate e furtividade. Além disso as caras deles lembram as dos europeus.
  • Dark Elf: O nome de verdade deles é Dunmer, mas por ser mais conveniente, e também pelo fato dos Imperiais serem racistas, eles são chamados de Elfos Negões Dark Elves. Eles são a raça mais numerosa do jogo, ou seja, encontráveis em todo canto (a maioria deles são vilões), tanto que se você for procurar, em todo canto você vai achar um Dunmer, exceto na cidade de Dagon Fel. Eles são muito estranhos por terem olhos vermelhos, pele cinza e mesmo assim não serem demônios, não serem das trevas e nem serem do mal (com algumas exceções). Além de serem a raça mais inútil de todas, pois não conseguem aprender direito nem combate, nem magia, nem furtividade.
  • High Elf: Pode se dizer que eles são como se fossem primos dos Dark Elves (a única diferença e que os Dark Elves são negões que usam magias pretas e destrutivas e os High Elfs são uns galeguinhos dotados em magia branca, pele dourada brilhante, dentes brancos, olhos normais, blá blá blá.) Ou seja, eles são bem mais normais que os Dark Elves, exceto pelo fato de serem muito altos (será que o Professor Girafales é um High Elf?).

Também são conhecidos como Altmers, mas os racistas dos Imperiais os chamam de "High Elves". Apesar de terem pele dourada, eles não valem porra nenhuma. E como os Bretons, só conseguem aprender direito a magia.

  • Imperial: São uma raça diabólica, malvada, egoísta humana de pele clara que são conhecidos por serem racistas, irmãos bastardos dos nórdicos, opressores e por quererem dominar tudo (isto não lembra Nazismo? algo?). São bastante odiados pelos Dunmers, mas ambos têm uma coisa em comum, o fato de serem inúteis para aprender magia, combate ou furtividade.
  • Khajiit: A raça mais viada furry do jogo. São uns gatos (literalmente), e a maioria deles gosta de dar um tapa na pantera (outro trocadilho). Se você quiser saber, um Khajiit é a mistura de um gato, um traficante de drogas e um maconheiro. Assim como os Argonians, eles não podem usar um capacete fechado e botas/sapatos, o que os impossibilita de serem fodões e poderem usar uma armadura completa. No entanto, eles não são inúteis, e não devem ser subestimados, pois eles são ninjas.
  • Nord: É uma raça mediana em combate. É uma bosta com magia pois esqueceram de carregar seu manual Harry Potter de bolso, são vikings fora aqueles cabelos aviadados estilo propaganda de xampu Seda. Sendo também muito xenofóbicos (veja o artigo do Skyrim na seção de raças e entenda (ou não)
  • Orc: Também conhecidos como burros de carga, pense numa mistura de um elfo e o Hulk. O resultado dessa mistura é precisamente a raça Orc. E como o Hulk, todos os Orcs são bombados, esquentadinhos, fortões, odiados, pele verde e adoidados (isso se aplica às mulheres da raça também). Mas também são desconhecidos, pouco se sabe sobre eles porque eles são a única raça a não ter uma nação própria. A melhor raça de guerreiros por causa do seu especial apelão pra caralho, Berserk.
  • Redguard: Para você ver como os caras da Bethesda são racistas, esta é a única raça humanoide de negões do jogo. Todos os outros são branquelos. Não há muito o que falar sobre eles, pois são muito inúteis. Mas não devem ser subestimados, pois são ótimos safadinhos lutadores.
  • Wood Elf: Eles conseguem ganhar das outras raças em 2 pontos, em serem os mais afeminados e os mais baixinhos do jogo. Também são conhecidos como Bosmer, e também são conhecidos por serem anti-vegetarianos, afinal eles só comem carne e não podem usar produtos derivados do vegetal. Se você quiser saber, um Bosmer é uma mistura de um canibal, um viado e um anão.

Eles também usam um aro com uma ponta enfiada nele o arco, por isso são bons na luta á longa distância, mas se fodem quando são convocados involuntariamente para conversar de perto e levar uma espadada ou uma faiscada de alguém.

Armas[editar]

Existem várias armas toscas e medievais melhores que as armas do Tibia e do Diablo 2. Têm alguns tipos de materiais:

  • Iron: É o material perfeito para você descer a lenha o ferro em alguém.
  • Steel: Aço inoxidável, faça sua panela Polishop com ele.
  • Silver: Prata, para matar os lobisomens de plantão.
  • Ebony: Ébano (mas não é madeira, acredita?)
  • Leather: Couro para sadomasoquistas.
  • Dwemer: Metal, lembra ouro mas NÃO É OURO!
  • Bonemold: Ossada.
  • Glass: Vidros, não se sabe como não quebram cada vez que você leva um golpe.
  • Imperial: De guardas, você junta uns 2-3 imperiais, junta eles com super-cola, e pronto! Têm sua arma.
  • Indoril: Dos Ordinators. Nota: Não use na frente deles, se não... URGH! AAAAARGH!
  • Dreugh: Feita com escamas de um peixe, lula, sei lá o que é, chamado Dreugh. Só serve pra ganhar dinheiro, no entanto. Além disso, está incompleta.
  • Chitin: Usada pelos Ashlanders porque eles não querem ser iguais aos que foram corrompidos pelos imperiais.


  • Categorias:
  • Bluntweapon: gravetos com espinhos, martelos e coisas similares. É as merdas mais fracas do jogo.
  • Longblade: Armas longas como meu pênis, Claymores (não o explosivo), armas de duas mãos (ui!), etc.
  • Shortblade: Armas pequenas como o pau do leitor, faquinhas do Counter-Strike, espadinhas pequenas e adagas.
  • Axe: Machados, machadinhas, machadões, todo tipo de machado que você imaginar.
  • Marksman: incluem faquinhas de arremesso, estrelas ninjas, shurikens, bestas, arcos e flechas.
  • Spear: são lanças, espetinhos, enxadas e machados de cabo longo que possuem bom alcance em combate próximo.

Personagens Principais[editar]

Cidades[editar]

v d e h
ElderScrolls Logo.png